Confederação do Equador

Frei Caneca

Frei Caneca

Como havia prometido postar sobre as revoluções, a partir do Brasil Império, dou inicio hoje as postagens, que irão se estender por um período prolongado. O período imperial brasileiro começa com a proclamação da independência por D. Pedro I, em 1822, e estende-se ate a instalação da República, em 1889. O período imperial é dividido em fase. A primeira delas é o Primeiro Reinado, com a posse de D Pedro I ate a sua abdicação. A segunda fase é o período das regências, que são dividido em regência trina e regência una. E a ultima fase é o Segundo Reinado, com o golpe da maior idade de D. Pedro II e se estende ate a proclamação da República.

Confederação do Equador.

A confederação ocorreu em 1824, tem o caráter republicano e federalista e é chefiada pelo Frei Caneca. Ela aconteceu devido à insatisfação do povo (nordestino) com a situação econômica e com a nomeação pelo imperador de presidentes de províncias impopulares. Os revoltosos ocuparam Recife e proclamaram a sua República, logo após aderiram ao movimento o Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A Confederação constituiu-se em uma revolta de cunho separatista contra a centralização do poder imperial. Contou com a participação popular. O poder imperial reprimiu a confederação severamente, promovendo saques, fuzilamentos e assassinatos.  Entre os mortos, estava o Frei Caneca e os demais lideres do movimento.