Primeira patente do telefone

ImageOlá, hoje eu vou trazer para vocês esse monstrinho ai de cima, o tal primeiro telefone (que nada parece com um telefone), bom, vamos lá?

A patente n° 175.465 é considerada a patente mais valiosa do mundo, porque é a patente do nosso telefone, de Alexandre Graham Bell. 

Bell  era escocês e fascinado por sistemas de comunicação. Ele e seus pais emigraram para o Canadá em 1870. Lá ele iniciou uma carreira ensinando crianças surdas a falar, ao logo de sua vida ele especificou a sua carreira como “professor de surdos”. Em 1870 mudou-se para Boston, onde realizava experimentos a noite. Em 1874 ganha forma os princípios do telefone, sendo que em 1875 ele impulsiona o seu trabalho, estimulado por estudos semelhantes feitos por Elisha Gray. , inventor de Chicago. Finalmente, em 1876 Bell recebe uma patente pelo seu aparelho, enviando para Watson, três dias depois, a primeira frase transmitida por telefone. 

Houve disputas com outros inventores ao longo dos anos, tal como colocarei um vídeo sobre a historia do telefone para vocês no próximo post ( porque eu não consegui por aqui ;-;) E em 1877 foi organizada a companhia Telefônica Bell, por Gradiner Greene, um empresario de Boston. 

 

Agora vamos fazer uma sessão de fotos de telefones xD

Telefones entre 1900 – 1910

Image

 

1900-1910

Image

Telefones de 1920

ImageImage

 

Telefone de  1930

ImageImage

 

Telefones de 1940

ImageImageImage

 

Telefone de 1950 

ImageImageImageImage

 

Telefone de 1960 -1970

ImageImage

 

 

E o telefone como tal o conhecemos

Image

 

Revolução Pernanbucana

E, para encerrar os post sobre o dia 06 de março na história, vamos falar de Brasil.
Neste dia em 1817 dá-se inicio a Revolução Pernambucana, que também é conhecida como revolução dos padres, que foi um movimento emancipatório  como basicamente outros movimentos durante o período colonial no Brasil. 
Pode-se destacar a três causas que influenciaram a Revolução Pernambucana: A crise econômica regional, o absolutismo da coroa portuguesa e a influencia das ideias iluministas. Abaixa citarei algumas causas em por menores:
  • Presença maciça de portugueses na liderança do governo e na administração pública;
  • Criação de novos impostos por Dom João VI provocando a insatisfação da população pernambucana;
  • Ocorrência de seca na região em 1816, provocando fome e miséria  alem da queda de produção de açúcar e algodão, carros chefes da economia da região, mais tardar estes produtos começam a sofrerem concorrência com o algodão dos EUA e os açúcar da jamaica;
  • Divulgação de ideias iluministas vindas de fora pelos jovens que voltavam dos estudos na Europa e publicações referida a estes ideais ;
  • Grande pressão pelos abolicionistas europeus sobre o trafico negreiro, tornando o trabalho escravo mais caro para o senhor de engenho e;
  • O movimento de independência do Brasil.
O movimento iniciou com a ocupação do Recife, em 6 de março de 1817. O movimento foi liderado por Domingos José Martins, com o apoio de Antônio Carlos de Andrada e Silva e de Frei Caneca. Tendo conseguido dominar o Governo Provincial, se apossaram do tesouro da província, instalaram um governo provisório e proclamaram a República.Em 29 de março foi convocada uma assembléia constituinte, com representantes eleitos em todas as comarcas, foi estabelecida a separação entre os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário; o catolicismo foi mantido como religião oficial, porém havia liberdade de culto ( o livre exercício de todas as religiões ); foi proclamada a liberdade de imprensa (uma grande novidade no Brasil); abolidos alguns impostos; a escravidão entretanto foi mantida.À medida que o calor das discussões e da revolta contra a opressão portuguesa aumentava, crescia, também, o sentimento de patriotismo dos pernambucanos. O movimento durou alguns meses, tentou expandir-se para outros estados, entretanto não conseguiu entrar ou não conseguiu adesão dos outros Estados e em  19 de maio as tropas portuguesas entraram no Recife e encontraram a cidade abandonada e sem defesa. O governo provisório, isolado, se rendeu no dia seguinte. Todos foram julgados, entretanto apenas quatro dos revoltosos foram executados. 
Apesar dos revolucionários terem ficado no poder menos de três meses, conseguiram abalar a confiança na construção do império americano sonhado por D. João VI, a coroa nunca mais estaria segura de que seus súditos eram imunes à contaminação das idéias responsáveis pela subversão da antiga ordem na Europa.Image

Apresentação da primeira tabela periódica pelo químico Mendeleev

Talvez hoje para a Quimica seja uma data importante. Sabem porque? Porque hoje, dia 06 de março de 1869 o químico russo Dmitri Mendeleev apresentou a primeira tabela periódica à Sociedade Russa de Química, concretizando, assim, um dos pontos mais altos dos estudos das propriedades químicas. A tabela periódica, em suma, é a representação visual da lei periódica, que afirma que quando os elementos são classificados de acordo com seu peso ou número atômico, certas propriedades dos elementos serão repetidas periodicamente. Por este trabalho, Mendeleev foi indicado ao premio Nobel da Química, mas acabou não recebendo.  Abaixo a primeira tabela periódica. Image

Missouri integra a União ( EUA) como estado escravocrata

Image

Todos aqui sabem sobre a questão da escravidão nos EUA, Norte abolicionista e Sul escravocrata. Com a compra da Louisiana,1803, que abrangeu uma vasta área a oeste do Mississípi  fez com que levanta-se a a questão , controversa, se a escravidão deveria ser permitido nos territórios que haviam sido adquiridos. para quem não conhece a história dos EUA, eles usurpavam territórios alheios, assim como compravam larga quantidade de terra de outros “países”. 

No ano de 1819 o Missouri solicita entrara para a União  como estado escravocrata, atraindo para si a fúria dos estados no Norte. O congressista James Tallmadge propôs que o Missouri fosse incluido desde que  aceitasse um programa de emancipação gradual.. Obviamente houve muita discussão em torno disto, mas achou-se um meio termo. Este meio termo forá proposto pelo Presidente da camara dos Representantes, onde admitiu-se o estado do Missouri como estado escravocrata, em troca o noret do estado de Massachusetts fora transformado em estado não escravocrata do Maine. Bem como decidiu se que a escravidão só seria admitida nos novos estados do sul a partir de uma linha  de latitude estabelecida de 36°30′ norte. 

Em 1857, a Suprema Corte dos EUA, declarou o Compromisso do Missouri inconstitucional, ajudando a deflagrar inevitável a guerra civil. 

Retorno as atividades

Olá. Estou voltando a este blog, que eu abandonei porque a faculdade, simplesmente, abduziu o meu tempo, mas agora eu retornarei.  Vou voltar com a minha temática antiga, história e sociologia (só que agora é a econômica, minha área), e, tentar, abordar assuntos que tratam de política e curiosidades. De inicio vou explorar um pouco da sociologia economia, principalmente abordar a tal da Economia Criativa, já ouviram falar? Se você ai, que esta lendo isso, estiver trabalhando sobre Economia Criativa, me contate, porque é a temática que estou trabalhando no momento e possuo diversos materiais sobre isso. Ah, também, se quiserem sugerir algum tema, fiquem a vontade.

E por fim, pessoas que comentam. Assim, qualquer comentário OFENSIVO, RACISTA e HOMOFÓBICO  será, devidamente excluído. Image

Feliz Ano Novo!!!

Então queria desejar a todas as pessoas que leêm esse blog um Feliz Ano de 2012!! Com profecias maias ou não, quero desejar um bom ano, um bom recomeço. Porque o tempo é um só, uno e corrente, e a passagem de ano é um ato simbolico, pois dá uma chance de um novo recomeço, olhando para tras o “tempo” que se foi e vislumbrando o “tempo” que poderá vir.

Isso não é nada amis do que a minha visão de mundo, cada um tem a sua visão e a sua filosofia, entretanto não muda o fato que desejo-lhes um bom ano de 2012!

Outra coisa é que peço-lhes desculpa pela minha ausência, mas este ano foi puxado para mim na Universidade. Agora em férias, prometo começar novamente as postagens.

Pedro, O grande – Rússia

A partir de hoje trarei ao meu blog, com base no livro 1001 dias que abalaram o mundo, datas importantes para a história mundial. Claro, como estou me baseando neste livro não quer dizer que todos os dias, a partir de hoje, eu postarei; porque não parei pra fazer uma pesquisa na internet sobre o que ocorreu nos dias que se seguem. Outra coisa também é que nem tudo o que esta neste livro abalou o mundo como traz no titulo, então estas datas não haverá post, assim como datas importantes para nós não consta neste livro. Segue-se abaixo uma data que a meu ver é mais por curiosidade que trago a vocês.

24 de janeiro de 1722 – Rússia: Criação da tabela de posição social

Pedro I da Rússia, alcunhado Pedro, O Grande

Pedro, O Grande tenta fazer a Rússia entrar na era da moderna sobrepondo-se ao sistema militar e introduzindo a meritocracia. O reinado de Pedro, O Grande se transformou em uma longa e desesperada tentativa de reformar a Rússia. Porém a introdução da Tabela de Posição Social em janeiro de 1722 talvez tenha sido sua cartada mais radical para acertar contas com a velha nobreza reacionária – os boiardos – e garantir que a futura ascensão nas forças armadas e no serviço público ocorresse por mérito, e não graças a privilégios herdados.

Influenciado por um grande tour na Europa Ocidental no inicio do reinado, Pedro resolveu criar uma nova marinha e modernizar o exercito. Ele inventou uma tabela de 14 níveis para todos os oficiais – cada qual com seu próprio uniforme – e decretou que todos os que alcançassem o oitavo nível – mesmo que filhos de servos – entrariam automaticamente para a nobreza hereditária.

Essa derradeira tentativa de modernizar a Rússia teve sucesso parcial. Seu feito a longo prazo foi criar uma nova classe de burocratas hereditários que impedia qualquer iniciativa dos escalões mais baixos da hierarquia, situação que perdurou ate Nicolau II abdicar em 1917. Pedro tinha orgulho dos seus feitos e teria dito no leito de morte: “Espero que Deus perdoe os meus muitos pecados pelo bem que tentei fazer ao meu povo.”Ele também construiu uma nova capital – São Petersburgo – para servir de janela para o Ocidente; Derrotou a Suécia e a Turquia, rivais da Rússia; reformou os governos locais e central; criou um senado e um gabinete; aboliu o uso da barba na aristocracia; e promoveu roupas e costumes ocidentais. Também emancipou as mulheres de uma vida segregada e incentivou sua participação nos eventos sociais. Durante o seu reinado importantes medidas são tomadas tais como a adoção do calendário juliano, a simplificação do cirílico e a reforma do sistema administrativo.

Pequena Biografia de Pedro.

Reinado: 7 de Maio de 1682 – 8 de Fevereiro de 1725

Coroação: 25 de Junho de 1682

Nascimento: 9 de Junho de 1672 Moscovo

Morte: 8 de Fevereiro de 1725

Sucesso: Catarina I

Rainha: Eudoxia Lopukhina

Casa Real: Romanov

Pai: Alexandre da Rússia Mãe: Nataliya Naryshkina

Desde cedo que Pedro se interessou pela vida militar. Quando ainda era criança e durante a sua permanência fora da corte, ele ter-se-ia entretido com casernas militares para crianças e exercícios militares a brincar, com crianças vestidas com uniformes. Os seus grandes conflitos militares foram principalmente a Grande Guerra do Norte com Carlos XII ,da Suécia e as batalhas contra os Otomanos.

Pedro, o Grande teve duas esposas de quem teve catorze filhos dos quais apenas três sobreviveram até à idade adulta. O seu filho mais velho e herdeiro, Aleksei, era suspeito de se envolver num golpe para destronar o Imperador. Aleksei foi julgado e confessou a sua culpa durante um questionário acompanhado de tortura conduzido por um secular da corte, acabando por ser acusado e condenado à morte. A sentença apenas podia ser realizada com a autorização assinada de Pedro e Aleksei morreu na prisão enquanto o seu pai hesitava tomar esta decisão, sua morte se deu devido os ferimentos e os sofrimentos causados durante as torturas. Pedro casou-se primeiro com Eudoxia Lopukhina em 1689, da união nasceram cinco filhos, mas apenas um chegou à idade adulta. Depois de se divorciar de Eudoxia, em 1698, casou-se em segredo, em 1707, com Marta Helena Skowrońska (futura Imperatriz Catarina I da Rússia). Juntos tiveram nove filhos, mas apenas duas chegaram à idade adulta.

Fonte: Livro: 1001 dias que abalaram o mundo e Wikipédia