Homem de Pequim e olhos puxados

Como prometido, vim escrever sobre o homem de Pequim. A arqueologia chinesa tem algumas peculiaridades, como a existência de  espécies humanas que poderiam ter habitado a região, ou a área do País, há aproximadamente 1,7milhões de anos, ou seja, bem antes do aparecimento do Homo Sapiens (de onde advém o homem moderno: leia-se nós LoL)

Entretanto não para por ai. A audácia paleontológica chinesa , que vem de uma teoria local, diz que a “raça” (não gosto deste termo, por isso as aspas, maaaas vamos usa-lo) chinesa teria se originado não por um ancestral comum africano, mas sim por um hominídeo chamado de “o homem de Pequim”. Ele seria a verdadeira origem do povo chinês, entrando, nesse momento, numa confusão entre o nacionalismo e a ciência.Isto deve-se devido ao fato de que um das suas repercussões é afirmar a singularidade da “raça” chinesa.

Busto do homem de Pequim

Busto do homem de Pequim

Agora porque vocês acham que os asiáticos, como um todo, possuem os famosos olhinhos puxados? Então, isso é resultado de uma anatomia diferente na “raça” amarela, ou seja, a diferença dos olhos deles é consequência da evolução natural dos povos da região do norte asiático há +/- 10mil anos. E,por ser uma região de temperaturas muito baixas e intensa luminosidade, que era provocada pelo reflexo do sol na neve, levava a população a ter diversos problemas de visão, logo os indivíduos que tivesse a fenda das pálpebras menor e menor exposição a esta luminosidade, enfrentaria melhor este ambiente. Por consequência, com o passar dos anos, os indivíduos que tinham os olhos puxados, levou a um processo de seleção natural que Darwin explica. olhos puxados

E, para finalizar, vocês não notam que há uma semelhança entre as características físicas dos orientais com algumas tribos indígenas de ameríndios? Então há a teoria de que os índios tem descendência de povos asiáticos por terem conseguido passar  de um continente ao outro através do Estreito de Bering, que, durante as eras glaciais, tornava-se visível e conectava os atuais territórios da Sibéria e Alaska. Por isso vocês podem notar que os índios tem os “olhos puxados” e o cabelo liso e preto, igual aos da população oriunda do leste asiático.

Diversidade indígena.

Diversidade indígena.

Crianças indígenas

Crianças indígenas

O mito de criação da Terra e do Homem para os Chineses

 

  Todos sabem, ou a maior parte, sobre o mito de criação da Terra e do homem. Também, a maioria sabe sobre as teorias do Big-Bang. Entretanto o que eu vou trazer hoje conta um pouco sobre o mito chinês sobre a criação do mundo e do homem.

Mitologia chinesa

Pangu – mitologia chinesa

 

   Na mitologia chinesa, há milhares e milhares de anos o Universo era uma bola (sim uma bola) preta imersa em caos, onde vivi Pangu, que seria uma especie de primeiro ancestral da “civilização humana”. Após 18 mil anos adormecido Pangu acorda, sentindo-se sufocado pela escuridão, ele usa o seu machado e quebra o ovo em que vivia ao meio, nisso da-se a origem ao céu e a terra. Novamente milhares e milhares de anos passam e Pangu morre. O seu olho esquerdo nasce o Sol e do seu olho direito a Lua. Seu corpo e membros transforma-se em montanhas, seu sangue em água, os músculos viram as terras férteis, suas veias viram estradas, o cabelo e a barba viram estrelas, sua medula e dentes transforma-se em metais e pérolas, e o seu suor transformou-se em chuva.

Nuwa - Deusa que criou os animais e os homens

Nuwa – Deusa que criou os animais e os homens

Resumo da opera, Pangu separa o céu e a terra, dando origem as belezas naturais do mundo. Entretanto quem dá origem ao homem é a deusa Nuwa, que por se sentir sozinha no mundo, resolve criar os animais e os homens, feito de barro, posteriormente junta à mulher para que possam reproduzir. Aqui vale ressaltar que o mito de criação do homem é semelhante ao mito de criação do homem cristão.
Posteriormente eu vou falar sobre o “homem de Pequim” e o porque deles terem os olhinhos puxados.

Vírus I Love You

i love you

 

Hoje, dia 4 de maio, mas há 13 anos atras, estava circulando pela Internet o vírus, considerado o mais devastador que se tem notícias. O nome do vírus: I Love You. Este vírus é tido como o mais poderoso que surgiu na história, não necessariamente pelo dano que ele causava, mas pela velocidade que ele se espalhava.

Vamos a história deste vírus:

Em 4 de maio de 2000 as redes de computadores em todo o mundo foram invadidas pelo VBS/LoveLetter, o vírus que detém até hoje o título de invasor de propagação mais rápida. Em questão de horas, o I Love You, como o vírus ficou conhecido, infectou mais de 3 milhões de máquinas. O LoveLetter foi um dos precursores do que hoje se chama “engenharia social”. Ele chegava numa mensagem na qual tanto o assunto (“ILoveYou”) como o arquivo anexo (Love-Letter-For-You.txt.vbs) apelavam para a curiosidade do destinatário. Para desarmar ainda mais as defesas da vítima, o e-mail vinha quase sempre em nome de um amigo ou conhecido.

Outro ponto importante: a extensão VBS do anexo fica oculta em boa parte das máquinas Windows. Assim, o arquivo parece apenas um inocente TXT. Além disso, o programa também tinha a capacidade de se propagar através de canais de bate-papo. Em pouco tempo, pipocaram mais de 3 dezenas de variantes do vírus. Elas diferiam da versão original apenas no texto das mensagens ou no nome do arquivo anexo. Tudo isso, mais a capacidade de utilizar o mecanismo de envio do Outlook, permitiu ao LoveLetter atingir uma velocidade jamais vista.

Embora não tivesse carga destrutiva, o LoveLetter causou profundos estragos ao produzir uma inédita enxurrada de e-mails que congestionou servidores ao redor do mundo. Causando prejuízos de bilhões de dólares em empresas por todo o mundo. De acordo com a empresa de consultoria Computer Economics, as perdas ficaram em torno de 10 milhões de euros. Nem mesmo os vírus “Code Red” e “Sircam”, que em 2001 causaram um prejuízo de 2,9 milhões e 1,3 milhão de euros, respectivamente, superaram este vírus que certamente entrou para a história como mais devastador da rede mundial de computadores.

Criador do vírus

O vírus foi criado por um universitário filipino chamado Onel de Guzman, que tinha feito o script malicioso para um trabalho da faculdade que fora rejeitado. Guzman, então, decidiu soltar a mensagem com vírus no dia 4 de maio, um dia antes de sua formatura.Devido à falta de legislação que envolvesse crimes digitais, o estudante filipino foi absolvido, pois o Departamento de Justiça do país não encontrou provas.

1808 – 23 de Março : Invasão de tropas francesas em Madri, Espanha.

Bom, faz alguns dias que eu não post nada aqui, então hoje eu vou me puxar xD Começando com este assunto.

Contexto: Inicio da Era Napoleônica, que não possui uma data estabelecida. Bloqueio econômica contra a Inglaterra ( força Portugal e Espanha a fazerem o bloqueio, visto que invade os respectivos países + fuga da família imperial portuguesa para o Brasil)

Dia 19 de março de 1808 Napoleão proclama um golpe conta a Espanha, que retira o rei Carlos IV e seu ministro, Godoy, do poder, assumindo então o reinado o filho de Carlos, Fernando. Isto deve-se em fato de que Napoleão não confiava em ambos, alem de que ele estaria já com tropas dentro da Espanha, pois estava apoiando suas tropas em Portugal ( que apesar do bloqueio econômico imposto pela França sobre a Inglaterra, manteve relações comerciais com o país).  Então hoje, em 1808, entra na Espanha o cunhado de Napoleão, Murat, que futuramente tornaria-se peça fundamental na reviravolta do reino espanhol.

Porque? Porque Carlos e seu filho são chamados a França para que abdiquem da coroa espanhola, em prol do irmão mais velho de Napoleão, José Napoleão. Fernando recusa a proposta. Em maio, do mesmo ano, a população espanhola rebela-se contra as tropas francesas. Ai entra o papel do Murat, que era marechal. Ele simplesmente sufoca  o levante espanhol com violência ( ver quadro de Execução dos defensores de Madri, 03 de maio de 1808, pintado por Francisco Goya). O rei Fernando, vendo a pressão e violência  abdica do trono em prol do irmão de Napoleão, que é José Bonaparte. Entretanto o povo espanhol nunca aceitou o domínio de Napoleão e seus soldados.

Quadro de Francisco Goya, sobre a repressão francesa sobre a resistência espanhola.

Quadro de Francisco Goya, sobre a repressão francesa sobre a resistência espanhola.

18 de março de 1871 – Começo da Comuna de Paris

Olá, hoje vou trazer um post sobre a comuna de Paris ( bem dizer, um mini post, pq farei uso de um vídeo produzido pelos alunos do curso de História da UFRGS que eu achei bacana e estarei compartilhando com vocês –  o vídeo está dividido em 4 partes)

O que foi a comuna e Paris? A Comuna de Paris foi um breve governo popular que governou a França entre 18 de março a 28 de maio de 1871. Alguns a consideram de ordem socialista, outros como anarquista. Marx  descreveu a Comuna como uma vindicação dos ideais socialistas, ao que Bakunin respondeu que ao não depender ela de uma vanguarda e ao não ter tomado o poder do Estado ou tentado criar um estado revolucionário, a comuna era anarquista.

Em um sentido formal, a Comuna de Paris de 1871 foi simplesmente à autoridade municipal que exerceu o poder nessa cidade durante os dois primeiros meses da primavera de 1871. Mas as condições sob as quais ela foi formada, seus controvertidos decretos e seu sangrento final fazem dela um interessante episódio da história contemporânea. A comuna foi possível graças a uma revolta popular de todas as tendências revolucionárias dentro de Paris depois de que a Guerra Franco-prussiana (19 de julho de 1870 – 10 de maio de 1871, conflito entre França e o Reino da Prússia) terminasse com a França derrotada. A brecha entre ricos e pobres na capital tinha se ampliado enormemente nos últimos anos e a escassez de comida, somado ao constante bombardeio prussiano, levou a um descontentamento geral.

Colocarei, agora, o vídeo que vai aprofundar, de uma maneira diferente, sobre o conteúdo da Comuna de Paris. Ele está em Português.

Image

Dia 30 de janeiro na História

1649 – Inglaterra

Carlos I, dos Stuart, Perde a Cabeça

Carlos I perde a cabeça

A execução do rei fez da Inglaterra uma Republica, apesar de brevemente, pois em 1660 os Stuarts voltam ao trono inglês com o filho de Carlos I, Carlos II. O que contribuiu par a volta da monarquia foi a circulação de um livro de memórias espirituais supostamente escrito por Carlos I, o que contribuiu para que o conceito de monarquia continuasse vivo mesmo durante a republica.

Carlos I acreditava no direto divino dos reis, logo se recusou a aceitar a legalidade do julgamento fora feito contra ele. Foi condenado a morte, após sete dias da formação do tribunal em Westmister Hall, sendo o seu julgamento inédito por se tratar de uma julgamento de um rei por traição.

Neste dia, 30 de janeiro de 1649, Carlos I foi conduzido ate patíbulo de madeira construído as pressas no seu palácio em Whitehall. A manhã era fria e uma grande multidão aguardava para assistir ao derradeiro golpe. Carlos I fez um discurso, perdoou o carrasco e pôs sua cabeça no apoio de madeira; sua cabeça fora cortada com um golpe certeiro.

 

1933 – Alemanha

Adolf Hitler é Nomeado Chanceller na Alemanha

Presidente Hindenburg e o novo chanceller Adolf Hitler

O presidente Hindenburg nomeou o novo chanceller neste dia, sendo o chanceller nomeado Adolf Hitler. O presidente fizera um pronunciamento curto e o novo chanceller jurou cumprir seu dever pelo bem da nação. Em seu discurso, Hitler jurou que preservaria a constituição alemã.

A nomeação de Hitler era previsível, já que o partido nazista tinha 2/3 dos assentos em Reichstag. O presidente relutou pela sua nomeação, entretanto os industrialistas clamavam por sua nomeação com medo do comunismo. O que Hitler encontrou foi uma Alemanha com inflação exorbitante, um sistema democrático impraticável e uma economia em colapso – frutos ainda da derrota alemã da I Guerra Mundial. O que ele fez todos nós sabemos, tornou o sistema político ditatorial, incentivou o ufanismo, o nacionalismo, a soberania da raça ariana e o extermínio das minorias – ciganos, judeus, homossexuais, comunistas…

 

1948 – India

O Pai da Desobediência Civil Não – Violenta, Mahatma Gandhi, é Assassinado

Mahatma Gandhi
Mahatma Gandhi

 

Mahatma Gandhi foi assassinado por um fanático hindu, que desferiu três tiros a queima roupas nele, que antes de seu corpo, fragilizado, cair no chão balbucio o nome do deus Rama. Gandhi estava com 78 anos, ele estava enfraquecido devido a um período de jejum em sua recente tentativa de promover a reconciliação entre hindus e mulçumanos, alem de ele ter sido um venerado estadista e anticolonialista.

Gandhi sabia que sua vida corria perigo, já enfrentara atentados antes deste. Temia que fosse morto por um mulçumano, entretanto foi um direitista hindu o autor dos disparos que o matou. Temeu-se um banho de sangue após a sua morte, mas o primeiro – ministro Nehru apelou a calam com êxito, pois derramar um banho de sangue seria um insulto ao homem que pregava a não violência.

 

1972 – Irlanda

Ocorre em Banho de Sangue na Irlanda do Norte

Na cidade norte – irlandesa de Derry os pára-quedistas britânicos entram no bairro republicano de Bogside e abrem fogo contra manifestantes pró – diretos civis, matando ao menos 14 pessoas. O exercito britânico justificou este ataque sobre a alcunha de que estivera sob fogo constante e ataques de granada por parte do Exército Republicano Irlandês (IRA) e abriu fogo em legítima defesa, entretanto nenhum soldado ficou ferido e os ativistas locais garantiram que os manifestantes estavam desarmados e que a fuzilaria fora assassinato não provocado. O resultado disto foi que o mundo condenou esta onda de violência sem medidas e o IRA recebeu grande impulso político, instaurando-se um quadro de impasses e atrocidades que persistiu por décadas.