Vírus I Love You

i love you

 

Hoje, dia 4 de maio, mas há 13 anos atras, estava circulando pela Internet o vírus, considerado o mais devastador que se tem notícias. O nome do vírus: I Love You. Este vírus é tido como o mais poderoso que surgiu na história, não necessariamente pelo dano que ele causava, mas pela velocidade que ele se espalhava.

Vamos a história deste vírus:

Em 4 de maio de 2000 as redes de computadores em todo o mundo foram invadidas pelo VBS/LoveLetter, o vírus que detém até hoje o título de invasor de propagação mais rápida. Em questão de horas, o I Love You, como o vírus ficou conhecido, infectou mais de 3 milhões de máquinas. O LoveLetter foi um dos precursores do que hoje se chama “engenharia social”. Ele chegava numa mensagem na qual tanto o assunto (“ILoveYou”) como o arquivo anexo (Love-Letter-For-You.txt.vbs) apelavam para a curiosidade do destinatário. Para desarmar ainda mais as defesas da vítima, o e-mail vinha quase sempre em nome de um amigo ou conhecido.

Outro ponto importante: a extensão VBS do anexo fica oculta em boa parte das máquinas Windows. Assim, o arquivo parece apenas um inocente TXT. Além disso, o programa também tinha a capacidade de se propagar através de canais de bate-papo. Em pouco tempo, pipocaram mais de 3 dezenas de variantes do vírus. Elas diferiam da versão original apenas no texto das mensagens ou no nome do arquivo anexo. Tudo isso, mais a capacidade de utilizar o mecanismo de envio do Outlook, permitiu ao LoveLetter atingir uma velocidade jamais vista.

Embora não tivesse carga destrutiva, o LoveLetter causou profundos estragos ao produzir uma inédita enxurrada de e-mails que congestionou servidores ao redor do mundo. Causando prejuízos de bilhões de dólares em empresas por todo o mundo. De acordo com a empresa de consultoria Computer Economics, as perdas ficaram em torno de 10 milhões de euros. Nem mesmo os vírus “Code Red” e “Sircam”, que em 2001 causaram um prejuízo de 2,9 milhões e 1,3 milhão de euros, respectivamente, superaram este vírus que certamente entrou para a história como mais devastador da rede mundial de computadores.

Criador do vírus

O vírus foi criado por um universitário filipino chamado Onel de Guzman, que tinha feito o script malicioso para um trabalho da faculdade que fora rejeitado. Guzman, então, decidiu soltar a mensagem com vírus no dia 4 de maio, um dia antes de sua formatura.Devido à falta de legislação que envolvesse crimes digitais, o estudante filipino foi absolvido, pois o Departamento de Justiça do país não encontrou provas.

Anúncios

Deixe um comentário, sugestão, critíca, elogio. Ou, simplesmente, um post que gostaria de ver nesta página! Obrigado pela atenção...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s